📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social
⚠️ Recomendação nº 3/2024: adoção de medidas de saúde e segurança do Trabalho em atividades de retomada

MPT e MTPS em Caxias do Sul notificam empresas no combate ao mosquito aedes aegypti

Órgãos emitiram notificação recomendatória a empresas com CIPA; comissões deverão desenvolver ações de combate ao mosquito

     O Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) em Caxias do Sul expediram, no dia 5/2, notificação recomendatória a empresas da região que possuem Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), para que este órgão desenvolva ações de combate ao mosquito aedes aegypti. O mosquito representa grave e iminente perigo à saúde pública e é transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus.

     Em um prazo de 10 dias a partir do recebimento da notificação recomendatória, a empresa deverá, por meio da CIPA, proceder exame minucioso em toda a sua planta industrial, nas áreas externas e internas, para verificação de focos de procriação do mosquito aedes. Se encontrado, a empresa deverá eliminar o mosquito e tomar as providências para evitar o surgimento de outros ou ressurgimento de antigos.

     Segundo o procurador do Trabalho Ricardo Garcia, responsável pelo caso, "a iniciativa insere-se na campanha nacional de combate às doenças propagadas pelo mosquito, que vem mobilizando todos os órgãos públicos em todo o país, trazendo-a para dentro dos locais de trabalho", afirma.

     Para Vanius Corte, gerente regional do Ministério do Trabalho, "a iniciativa é importante, em primeiro lugar, pela possibilidade de eliminação de focos de reprodução do mosquito nos mais diversos locais de trabalho, e, em segundo lugar, pelo caráter educativo, já que a CIPA estará cumprindo seu papel de preservação da saúde dos trabalhadores e de divulgação das medidas de eliminação de possíveis criadores do mosquito, que poderão ser reproduzidas pelos trabalhadores em suas residências". De acordo com Corte, estima-se que 500 notificações sejam distribuídas, atingindo cerca 60 mil empregados de empresas de todos os setores econômicos da região.

Clique aqui para acessar a notificação recomendatória.

Texto: Manoella van Meegen (estagiária de Jornalismo)
Supervisão: Flávio Wornicov Portela (reg. prof. MTPS/RS 6132)

Fixo Oi (51) 3220-8327 | Móvel Claro (51) 9977-4286 com WhatsApp
prt4.ascom@mpt.mp.br | facebook.com/MPTnoRS | twitter.com/mpt_rs

Tags: Fevereiro

Imprimir