• Procuradorias
  • PTM Uruguaiana
  • Verba de acordos judiciais em ação do MPT-RS viabiliza sala de escuta humanizada na Polícia Civil de Uruguaiana

📅 Atenção! Devido ao estado de calamidade pública, os prazos nos procedimentos do MPT-RS que vencerem neste período ficam prorrogados até 6/6, com exceção dos casos urgentes, relativos à calamidade pública, e os declarados pelo(a) membro(a) oficiante. Ademais, faculta-se ao(à) membro(a) oficiante a realização de audiências na modalidade telepresencial.


☎️ O atendimento ao público segue pelos canais online e, no horário de expediente, pelos seguintes telefones:

PRT Porto Alegre (51) 3252-1500
PTM Caxias do Sul (54) 3201-6000
PTM Novo Hamburgo (51) 3553-7250
PTM Passo Fundo (54) 3316-4300
PTM Pelotas (53) 3310-7700
PTM Santa Cruz do Sul (51) 3740-2550
PTM Santa Maria (55) 3174-1200
PTM Santo Ângelo (55) 3931-3300
PTM Uruguaiana (55) 3414-4800

⚠️ Recomendação nº 1/2024: emissão gratuita de atestados de exposição a enchentes
⚠️ Recomendação nº 2/2024: adoção de medidas trabalhistas alternativas e diálogo social

Verba de acordos judiciais em ação do MPT-RS viabiliza sala de escuta humanizada na Polícia Civil de Uruguaiana

Novo espaço na Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente DPCA foi inaugurado nesta sexta-feira e vai atender crianças e adolescentes vítimas se violência física e sexual 

 

     Foi inaugurada nesta sexta-feira (22 de julho), no prédio da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA) de Uruguaiana (Avenida Presidente Getúlio Vargas, 3.905), uma sala de escuta especializada em atender crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência ou abuso sexuais. A unidade do Ministério Público do Trabalho em Uruguaiana apoiou a criação do espaço com a destinação de R$ 85.748,00 de  recursos oriundos de acordos feitos em uma Ação Civil Pública ajuizada em face de uma rede de exploração sexual infantil. O MPT-RS foi representado na abertura oficial da pela pelo procurador responsável pela ação, Hermano Martins Domingues, pela procuradora Franciele D’Ambros e pela chefe de Secretaria da PTM de Uruguaiana, Juliane Petry.

     A criação da sala direcionada especialmente aos casos de abuso sexual tem como objetivo garantir a segurança das vítimas e diminuir a notória subnotificação desse tipo de crime, com frequência cometido por pessoas próximas e no ambiente doméstico e familiar. O novo espaço se insere no âmbito do projeto DPCA nas escolas, iniciado em maio de 2022, com visitas de policiais civis a instituições de ensino, com o objetivo de orientar profissionais da educação quanto ao procedimento a ser adotado nos casos de suspeita de abusos, preservando a vítima e acelerando o fluxo das medidas de proteção ao menor e investigação dos crimes. Sete escolas de Uruguaiana já receberam as orientações presencialmente e outras estão agendadas.

     A sala de escuta especializada é um ambiente saudável, acolhedor e não invasivo que permite ouvir crianças e adolescentes que são vítimas ou testemunhas de violência, adotando-se protocolos específicos e diferenciados, evitando-se que vítimas de violência sejam submetidas a um procedimento que renove o seu sofrimento, constrangimento ou sua exposição.

     A DPCA conta com policiais treinados e capacitados em realizar o procedimento de forma a garantir os direitos da criança e adolescente e oferecer a proteção e tratamento adequados ao caso. Além da instalação da sala de escuta especializada, os recursos revertidos pelo MPT-RS em três parcelas de destinações também foram utilizados na revitalização da DPCA, com troca de cadeiras, computadores, monitores e condicionador de ar.

Texto produzido com informações da Polícia Civil

Tags: Julho

Imprimir